ESCOLA DE CAPOEIRA MESTRE BOBBY

A Escola de Capoeira Mestre Bobby teve suas origens atreladas à jornada de vida e as experiências de Mestre Bobby no universo da Capoeira, cujo início se deu no dia 15 de novembro de 1979, no Colégio Benjamin Baptista (Colégio Polivalente), escola pública da rede estadual de Educação do Piauí, localizado na Rua Benjamin Baptista, S/N, na Matinha, zona norte de Teresina, pelas mãos de seus irmãos Tucano (José Gualberto) e Chocolate (Roberto Dídio) e se estende até os dias atuais de 2020.

Naquela época, de maneira não formal, criaram o Grupo Palmares, formado pelos três irmãos e mais um grupo de jovens, todos homens – ressaltando que, no período, não houve registros de mulheres praticando essa arte no grupo destacado – , mantendo a tradição dos registros orais próprios de uma cultura do povo. Em seguida, já na metade da década de oitenta, mais precisamente no ano de 1985, fundam a primeira associação de Capoeira oficialmente registrada em cartório e reconhecida como de utilidade pública, a Associação Esportiva e Cultural Quilombo Capoeira. 

Ainda na década de oitenta, em 1986, se filiam ao Grupo Senzala do Rio de Janeiro, por meio de contatos com Mestre Camisa, um dos líderes desse grupo. Na década de noventa, por iniciativa do Mestre Camisa, se desfiliam do grupo Senzala e, juntamente com capoeiristas do Rio de Janeiro (Mestre Camisa e seus discípulos), Brasília (Mestres Ralil e Edinho), Espírito Santo (Mestre Capixaba) e Ceará (Professores Canário e Dingo) fundam o Grupo Abadá Capoeira.

Nos anos finais da década de noventa, Mestre Bobby, em iniciativa própria, depois seguido por seus irmãos e os Mestres Ralil e Edinho, se desliga do Grupo Abadá e se filia ao Grupo Raízes do Brasil, de Brasília, ficando até o ano de 2010, quando, em setembro desse ano, juntamente com seus discípulos, funda a Escola de Capoeira Mestre Bobby, se constituindo na primeira Escola de Capoeira em Teresina, visto que havia o funcionamento e registro de muitos grupos e associações, porém sem a definição, natureza, tampouco o reconhecimento popular do conceito de escola.

“A Escola de Capoeira Mestre Bobby teve suas origens atreladas à jornada de vida e as experiências de Mestre Bobby no universo da Capoeira, cujo início se deu no dia 15 de novembro de 1979.”

É com a Escola de Capoeira Mestre Bobby que aflora a ideia das escolas de Capoeira, a partir da concepção dessa arte enquanto uma Pedagogia Social, uma Pedagogia da rua, de resistência, rebeldia e afirmação, assentada em uma concepção de vida, uma cosmovisão distinta da racionalidade imperante no mundo ocidental e sustentada numa racionalidade dos povos africanos, um código humano e social de ética, posturas, comportamentos e atitudes, de forma a favorecer aos seus praticantes, os/as capoeiristas, que mantivessem tensões e resistências, afirmando e fortalecendo suas identidades e suas condições de existência, seus valores, suas dignidades e o protagonismo de suas vidas.

É, portanto, a partir dessa ideia de Pedagogia da rua, nascida como um código de sobrevivência dos povos africanos no Brasil e, depois, se constituindo enquanto estratégia de afirmação, cuja teoria foi defendida como Tese de Doutoramento do Mestre Bobby, em 2012, na Universidade Federal do Ceará/UFC e posteriormente transformada em livro pela editora CRV do Paraná, com o título “As Narrativas dos Mestres e uma História Social da Capoeira em Teresina: do pé do berimbau aos espaços escolares”, que nasceu a Escola de Capoeira Mestre Bobby, atualmente, ano de 2020, completando 10 anos de atuação no universo dessa cultura.

Natureza e objetivos primevos

A Escola de Capoeira é uma instituição que se propõe à prática, ensino, preservação e difusão da Capoeira em Teresina-PI, a partir de 40 anos de experiências práticas, nessa arte, de Mestre Bobby. A ideia central e primeva é contribuir de forma efetiva e significativa no resgate da Capoeira enquanto uma Escola, centrada na relação Mestre e Discípulo que foi se desgastando e perdendo sentido com o passar dos tempos, reforçada pelo fenômeno de surgimento dos grandes grupos de Capoeira em que os capoeiristas perdem o elo, a afetividade, a ligação próxima com seus/as Mestres/as e Professores/as, associando seu percurso à marca do grupo.

“É com a Escola de Capoeira Mestre Bobby que aflora a ideia das escolas de Capoeira, a partir da concepção dessa arte enquanto uma Pedagogia Social, uma Pedagogia da rua, de resistência, rebeldia e afirmação[…]”

Nossa proposta é formar discípulos que valorizem seu aprendizado particular, suas experiências pessoais, os ensinamentos de seu/a Mestre/a e sua identidade histórica e cultural, aprendendo a conhecer e respeitar a história da Capoeira por meio da história de seus/as Mestres/as e a partir de sua comunidade, do local em que nasceu e vive, valorizando o caráter ritualístico, identificando e reinventando tradições e, acima de tudo, trilhando de forma integral o caminho que o/a tornará Mestre/a.

Formar bons capoeiristas, pessoas íntegras, participantes e com autonomia, é uma meta fundamental da Escola de Capoeira, enquanto instituição de representação de interesse da prática da Capoeira. Dentre os objetivos centrais podemos identificar: difundir a prática da Capoeira; promover ou apoiar eventos, atividades e projetos que visem à consecução dos objetivos da Escola; estabelecer e manter intercâmbio com associações e entidades afins, no país e no exterior; combater o racismo, o sexismo, a misoginia, dentre outros tipos de preconceitos, bem como denunciar e contribuir na punição e extinção de todas as formas de discriminação; além de captar recursos usando as leis de incentivo à cultura no âmbito federal, estadual e/ou municipal e recursos da iniciativa privada junto a pessoas físicas e/ou jurídicas.

Considerações Fundamentais

Acreditamos que Capoeira é uma cultura que se constrói em escola, tendo como método principal a prática dinâmica e integral de seus fundamentos, respeitando as individualidades, se constituindo, neste sentido, em educação, pois socializa, contribui na formação crítica e permite a livre expressão como forma de recriação, de reinterpretação do ensinado, o que evidencia um processo de educar pela experiência, de educação constante e ininterrupta, daí seu caráter de circularidade, de construção e reconstrução constante e cercada de possibilidades infinitas.

“Capoeira, é Capoeira!”

A Escola de Capoeira entende e difunde Capoeira a partir do entendimento dos/as Mestres/as dessa arte-cultura que, ao perguntado sobre o conceito de Capoeira afirmam, “Capoeira é Capoeira!”, ao qual reinventando, reconstruindo e reinterpretando os conceitos afirmamos: “Cada Mestre/a tem seu jeito, segue sua tradição, mas Capoeira é uma só, Jogada em pé ou jogada no chão, misturada, plural e diversa em suas infinitas dinâmicas; um jogo, uma forma de brincar, é vadiação, mandinga, ginga, finta e malícia, cuja forma não pode ser apreendida, tampouco conhecida em sua plenitude; pode ser sentida, vivenciada, expressada, jamais esgotada; portanto, Capoeira é Capoeira!”.

19 comentários sobre “ESCOLA DE CAPOEIRA MESTRE BOBBY

  1. reginaldo

    Durante uma jornada e o passar no tempo, assim conquistou admiração e respeito, assim se fez mestre, hoje posso dizer que pude participar um pouco desta jornada e ao longo do tempo, mesmo indiretamente tive o prazer vivencia a historia de um grande mestre. parabéns Mestre Bobby. ( tuturubá)

    Curtir

  2. Anônimo

    Durante uma jornada e o passar no tempo, assim conquistou admiração e respeito, assim se fez mestre, hoje posso dizer que pude participar um pouco desta jornada e ao longo do tempo, mesmo indiretamente tive o prazer vivencia a historia de um grande mestre. parabéns Mestre Bobby. ( tuturubá)

    Curtir

  3. Lília Oliveira

    Excelente artigo sobre a unicidade e pluralidade da capoeira, onde explicita de forma clara a importância desta arte e a sua concepção e pertinência ao mundo educacional. “Capoeira é capoeira” e é assim que ela deve continuar sendo, com todas as suas tradições, entretanto, evoluindo de acordo com a história, a cultura e as peculiaridades atreladas a cada canto onde se forme uma roda de capoeira. Parabéns, Mestre Bobby (Dr° Robson Carlos da Silva)!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s